23 de setembro de 2014

Zumbidos
Labirinto sempre dá idéia de um ambiente tortuoso, complicado, onde é difícil encontrar a saída. Nosso labirinto ósseo, situado na parte interna de cada um dos ouvidos, tem vários canais semicirculares, um vestíbulo e a cóclea ou caracol.

Os distúrbios nesses ossículos podem provocar tonturas, zumbidos intermitentes e até surdez. Com o avanço da idade, assim como ocorre em outros órgãos, o comprometimento da audição é chamado presbiacusia. Muitas vezes essa patologia tem origem familiar e é agravada pelo tabagismo, alterações do colesterol e triglicérides, bem como pela exposição excessiva a ruídos e ao stress de cada dia.

Os zumbidos podem chegar a uma situação tão extrema, que prejudiquem uma conversação entre pessoas ou mesmo ao telefone, concorrendo para um isolamento cada vez maior do paciente , o que ocasiona stress e depressão profunda.

Essas alterações são provenientes de modificações vasculares, podendo ser ocasionadas por ateromas ou doenças como hipertensão arterial severa e diabetes. O médico consultado solicitará uma série de exames para melhor esclarecer o diagnóstico.

Muitos casos são tratados com medicamentos vasodilatadores e vitamina A.. Existem até aparelhos auditivos que imitam o som da água, mas são desconfortáveis e caros.

Atualmente está sendo muito valorizado o uso do Ginkgo Biloba em altas doses. Esse produto já é receitado para reforçar a capacidade de memorização e não apresenta efeitos colaterais consideráveis, a não ser quando adminstrado junto doses elevadas do ácido acetil-salicílico .

A melhor orientação para o tratamento dos zumbidos consiste na verificação, por parte do médico, das possíveis causas que estejam provocando essa situação, para depois orientar cada caso.

Nem todo zumbido tem um tratamento único, mas como sempre enfatizamos em outros artigos, os passeios diários de meia hora facilitam a diminuição do stress. Além da medicação, exercícios apropriados, indicados pelo médico, complementam o tratamento.

O labirinto auditivo permite uma analogia com o Minotauro da mitologia greco-romana - monstro que habitava o Labirinto. O Minotauro representa o zumbido; o médico seria o herói Teseu, que matou o Minotauro. Felizmente, Teseu conseguiu sair do labirinto, através do fio de Ariadne, que ainda tem sido, em nossos dias, insuficiente para aniquilar o Minotauro– o torturante zumbido.
Patrocinio





Recado
Anjos de um minuto
Ele avançou com dificuldade e, então, percebeu. A mulher seguia ao lado

Somando forças
Um ano cheio de surpresas, este que deixamos para trás. A natureza em fúria deixou penosas lembranças

Cumpra sua lista. Sempre há tempo
Novo ano. Sempre é hora de revisar comportamentos e tomar rumo certo

Quando pensar faz mal
Às vezes surpreendo as pessoas afirmando que pensar racionalmente

© 2014 Vidaintegral Ltda.