30 de agosto de 2014

Médico adverte: tontura pode ser mau sinal 

Apesar de muita gente achar que tontura é apenas um mal-estar passageiro e não dar importância, pode ser um alerta para doenças graves.

 Muitas vezes as pessoas têm dificuldades para descrever o que sentiram. A tontura é uma sensação de desconforto, com percepção de que o ambiente está rodando, sensação de queda, às vezes, seguida de náuseas, vômitos, perda dos sentidos e do equilíbrio, chegando até à queda.

 O dr. Abrão José Cury Jr., presidente da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, médico assistente da Universidade Federal de São Paulo e cardiologista do Hospital do Coração, recomenda que se procure um médico sempre que tiver tontura, mesmo que não se repita, para descobrir a causa e descartar problemas sérios.

  Situações diversas

 Existem várias situações que podem causar tonturas.

 • Usuário de medicamentos específicos, ao se levantar, após longo período deitado, pode ter tontura. O médico deve reavaliar o medicamento, ou sua dose.

 • Labirintite, doença relacionada com o equilíbrio, provoca tontura, a pessoa tem a sensação de que tudo está rodando e, em geral, náuseas e vômitos.

 • Insuficiência cardíaca também provoca tonturas e até perda dos sentidos.

 • Anemia também provoca tontura e, nessas situações, tratando a doença, acaba.

 • Problemas com a circulação cerebral provocam tontura e refletem doenças graves, em geral. É preciso fazer exame físico e avaliar as condições das artérias carótidas para descartar, ou não, aterosclerose e deficiência na circulação sangüínea.

 • Pessoas com disautonomia, descompasso entre a capacidade vascular, a pressão arterial e a freqüência cardíaca, têm tontura, especialmente em situações adversas, como no calor, e para diagnosticar são necessários exames específicos.

 • Altas temperaturas, por exemplo, na praia, no chuveiro e na sauna, podem baixar a pressão arterial e isso provoca tontura.

 • As alterações hormonais, no início da gravidez, também levam à tontura.
 • A falta ou excesso de açúcar no sangue, para os diabéticos, causa tontura.

 • O consumo excessivo de bebida alcoólica provoca intoxicação cerebral e leva à tontura, significando que a pessoa já está com os reflexos comprometidos, devendo evitar atividades que coloquem em risco a sua vida e a de outros.

 • Pessoas que não fumam, após duas tragadas, podem ter intoxicação e tontura.

 • Situações emocionais fortes também podem desencadear tontura.

  “Pior é o depois”

 “Às vezes, o pior é o depois. Por exemplo: uma pessoa no chuveiro, com piso molhado, pode ter tontura, causada pelo calor, perder o equilíbrio, bater a cabeça no chão, ou em outro local, e ter traumatismo craniano”, observa o dr. Abrão, que completa: “Em qualquer situação, é melhor procurar um médico, para avaliar e tratar as causas de tontura."

Patrocinio






Recado
Anjos de um minuto
Ele avançou com dificuldade e, então, percebeu. A mulher seguia ao lado

Somando forças
Um ano cheio de surpresas, este que deixamos para trás. A natureza em fúria deixou penosas lembranças

Cumpra sua lista. Sempre há tempo
Novo ano. Sempre é hora de revisar comportamentos e tomar rumo certo

Quando pensar faz mal
Às vezes surpreendo as pessoas afirmando que pensar racionalmente

© 2014 Vidaintegral Ltda.