29 de julho de 2014

Brasil idoso precisa cuidados

 

¬†A complexidade do paciente idoso, geralmente portador de doen√ßas cr√īnicas e usu√°rio de v√°rios medicamentos, faz dele um paciente que requer cuidadosa abordagem nutricional.

 

¬†Dados do √ļltimo estudo divulgado pelo IBGE mostram que para cada 100 jovens, h√° 25 idosos no Brasil. O n√ļmero de brasileiros maiores de 60 anos √© de cerca de 17,6 milh√Ķes - 9,7% da popula√ß√£o.

¬†O Brasil est√° na lista dos dez pa√≠ses com maior popula√ß√£o de pessoas idosas em termos absolutos no mundo. Segundo o IBGE, o Pa√≠s ocupa a oitava coloca√ß√£o, √† frente de It√°lia e Fran√ßa. Os primeiros do ranking s√£o China, √ćndia, Estados Unidos, Jap√£o, R√ļssia, Alemanha e Indon√©sia.

 

Cuidado com nutrição

¬†‚ÄúJ√° vivemos, em m√©dia, 68 anos e precisamos nos adaptar a essa nova fase da vida, que pode ser melhor, quando gozamos de boa sa√ļde. √Ä medida que envelhecemos, nos tornamos mais vulner√°veis do ponto de vista nutricional‚ÄĚ, alerta o presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Nutrologia ‚Äď ABRAN -, Dr. Durval Ribas Filho, nutr√≥logo.

¬†A primeira implica√ß√£o nutricional da terceira idade est√° relacionada √†s necessidades cal√≥ricas. Elas realmente s√£o menores, em m√©dia 100 calorias a menos por d√©cada de vida. ‚ÄúPara evitar a obesidade ou a desnutri√ß√£o na terceira idade, o acompanhamento da dieta deve ser feito regularmente pelo m√©dico‚ÄĚ, informa o Dr. Nelson Lucif Junior, que tamb√©m integra a diretoria da ABRAN.

 

Massa magra

¬†Uma das mais significativas altera√ß√Ķes na composi√ß√£o corporal do indiv√≠duo, durante o processo do envelhecimento, √© a perda progressiva da massa magra.¬† ‚ÄúPara ter certeza de que tudo est√° sob controle, o idoso deve fazer um exame de bioimped√Ęncia‚ÄĚ, afirma o Dr. Durval.

Os idosos tamb√©m sofrem perda progressiva de massa muscular e, portanto, de massa magra. A perda de massa muscular √© causada por v√°rios fatores, ‚Äúdentre eles podemos destacar a inatividade f√≠sica e a progressiva redu√ß√£o da quantidade de alimentos por dia‚ÄĚ, explica o m√©dico.

 

Necessidades especiais

¬†Muitos estudos epidemiol√≥gicos mostram a alta incid√™ncia de hospitaliza√ß√£o de idosos em conseq√ľ√™ncia da desidrata√ß√£o. As necessidades de hidrata√ß√£o dos idosos s√£o semelhantes √†s dos adultos jovens, ou seja, 30ml/kg/dia. ‚ÄúA hidrata√ß√£o √© muito importante para pacientes cronicamente enfermos, com dificuldade de acesso √† √°gua, principalmente √†queles com perdas extras de l√≠quido pelo uso de diur√©ticos e laxantes‚ÄĚ, afirma o Dr. Nelson Lucif Junior.

 O idoso, geralmente, tem maior necessidade de micronutrientes e de algumas vitaminas, como é o caso do cálcio e da vitamina D, que afetam a densidade mineral óssea e o risco de sofrer com osteoporose e fraturas.

¬†Outra vitamina que deve ser dosada em idosos √© a B12, pois n√£o √© raro encontrar pacientes com baixas concentra√ß√Ķes desta vitamina no organismo. ‚ÄúA dosagem de vitamina B12 deve fazer parte do tratamento de idosos com altera√ß√Ķes cognitivas (dificuldade de memoriza√ß√£o, organiza√ß√£o de id√©ias e¬† aquisi√ß√£o de conhecimentos) e do diagn√≥stico diferencial das dem√™ncias, pois a car√™ncia desta vitamina leva a um quadro de altera√ß√Ķes comportamentais sugestivas da doen√ßa de Alzheimer‚ÄĚ, ressalta o Dr. Durval Ribas Filho.
Patrocinio






Recado
Anjos de um minuto
Ele avançou com dificuldade e, então, percebeu. A mulher seguia ao lado

Somando forças
Um ano cheio de surpresas, este que deixamos para tr√°s. A natureza em f√ļria deixou penosas lembran√ßas

Cumpra sua lista. Sempre h√° tempo
Novo ano. Sempre é hora de revisar comportamentos e tomar rumo certo

Quando pensar faz mal
Às vezes surpreendo as pessoas afirmando que pensar racionalmente

© 2014 Vidaintegral Ltda.