24 de abril de 2014

Pé Diabético

 

Dr. Luiz Freitag

 

Pé Diabético é hoje complicação tão grave que já se fazem congressos médicos, tanto no Brasil como no exterior, exclusivamente sobre a patologia.

 

A import√Ęncia do Diabetes Mellitus como uma doen√ßa sempre em evid√™ncia a cada ano cresce mais, principalmente devido ao Diabetes Tipo 2, disseminado em todo o mundo. As causas principais s√£o o aumento de peso, provocando a obesidade por excessos alimentares, ou por motivos gen√©ticos e outras doen√ßas.

No tema deste mês vamos tratar do Pé Diabético, hoje uma complicação tão grave que já se fazem congressos médicos, tanto no Brasil como no exterior, exclusivamente sobre esta patologia.

Podemos definir o P√© Diab√©tico como diversas altera√ß√Ķes nos tecidos dos p√©s em pacientes diab√©ticos provocadas tanto por les√Ķes vasculares como por complica√ß√Ķes neurol√≥gicas. Geralmente √© a causa mais comum de interna√ß√£o de um paciente com diabetes, j√° que o tratamento cl√≠nico hoje em dia est√° bem orientado e de f√°cil aceita√ß√£o.

As complica√ß√Ķes dos p√©s ocorrem em 25% dos diab√©ticos, sendo que ainda 1 em cada 15 pacientes ter√° a sua perna amputada por graves complica√ß√Ķes. De in√≠cio, podem ocorrer √ļlceras da pele nos p√©s ou pernas, muitas vezes associadas √†s pessoas que tamb√©m apresentam varizes, com o conseq√ľente surgimento de bact√©rias.

Pequenos acidentes, como traumas ou batidas em cal√ßadas, produzem altera√ß√Ķes piores nos dedos dos diab√©ticos e pela press√£o ocasionada por sapatos apertados os dedos podem ter deformidades "em garra".

Outras causas incluem a arteriosclerose obliterante em pessoas idosas que tenham mais de 20 anos de tratamento do diabetes, mas que n√£o mant√™m os n√≠veis normais aceitos, que devem ficar entre 75 e 99 mg/dL em jejum, sendo tolerado o m√°ximo de 100 mg. A defici√™ncia de nutri√ß√£o nos tecidos das pernas provoca les√Ķes nas art√©rias e a conseq√ľente ulcera√ß√£o.

Tamb√©m pode ocorrer de o paciente s√≥ descobrir que sofre de diabetes quando tiver uma unha encravada no grande artelho (hallux), conhecido como ded√£o do p√©. Ao ser extra√≠da a unha por um profissional n√£o competente n√£o h√° uma cicatriza√ß√£o perfeita, e s√≥ nessa ocasi√£o √© que o paciente vai procurar um m√©dico para esclarecer a causa. Ser√£o solicitados diversos exames, como hemograma completo, dosagem de a√ß√ļcar no sangue e na urina, cultura do material infectado e antibiograma, para a confirma√ß√£o de bact√©rias que est√£o instaladas e n√£o deixam ocorrer a cicatriza√ß√£o. Ser√° necess√°rio tomar um antibi√≥tico de acordo com o tipo de bact√©ria descoberta na cultura.

Os graus de infec√ß√£o podem ser denominados de 0 a 5, sendo 0 a pele ainda intacta e 5 o p√© j√° com gangrena. Exames de radiografias dos dedos dos p√©s, bem como tomografia dos ossos das pernas, s√£o indicados para auxiliar no tratamento caso j√° existam fraturas e desgastes √≥sseos avan√ßados. A partir do grau 3, quando j√° houve um abscesso profundo e osteomielite, √© recomendada a interna√ß√£o hospitalar. Nos graus 4 e 5, quando surgir gangrena, n√£o se pode aguardar mais tempo e a amputa√ß√£o da parte afetada dever√° ser realizada o mais breve poss√≠vel, principalmente quando os n√≠veis de glicemia n√£o chegam a um patamar √≥timo, evitando-se assim a r√°pida dissemina√ß√£o de bact√©rias para toda a corrente sang√ľ√≠nea e conseq√ľente √≥bito.

A seguir informamos alguns cuidados mínimos importantes tanto para pacientes com pé diabético como para observação pelos familiares ou cuidadores desses pacientes:

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Examinar diariamente os p√©s para localizar rachaduras, calosidades, contus√Ķes ou altera√ß√Ķes nos dedos provocadas por cal√ßados apertados.

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Lavar os p√©s diariamente com sab√£o neutro e √°gua morna, secar bem entre os v√£os dos dedos usando uma pequena toalha ou papel absorvente.

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† No frio os p√©s devem ficar bem agasalhados, tanto no dia como √† noite.

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† N√£o usar produtos vendidos popularmente nas drogarias para retiradas de calos ou cravos. O recomend√°vel √© procurar um pod√≥logo especializado, que tamb√©m cortar√° as unhas retas e dar√° os cuidados com ferimentos ou rachaduras.

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Usar sempre meias de algod√£o com cal√ßados macios, evitando comprar sapatos da √ļltima moda que poder√£o pressionar os artelhos, calcanhares e tornozelos, dando assim origem √†s les√Ķes indesej√°veis.

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em longas viagens, nunca ficar sentado mais do que 2 horas, principalmente em avi√Ķes. Andar nos corredores ou fazer exerc√≠cios com os p√©s.

 


O Dr. Luiz Freitag √© autor do livro ‚ÄúComo Transformar a Terceira Idade na Melhor Idade‚ÄĚ. Email: lvfreita@uol.com.br

Patrocinio






Recado
Anjos de um minuto
Ele avançou com dificuldade e, então, percebeu. A mulher seguia ao lado

Somando forças
Um ano cheio de surpresas, este que deixamos para tr√°s. A natureza em f√ļria deixou penosas lembran√ßas

Cumpra sua lista. Sempre h√° tempo
Novo ano. Sempre é hora de revisar comportamentos e tomar rumo certo

Quando pensar faz mal
Às vezes surpreendo as pessoas afirmando que pensar racionalmente

© 2013 Vidaintegral Ltda.